TransferWise planeja expansão para o Brasil

Com autorização do Banco Central, a startup TransferWise vem para o Brasil para atuar como corretora cambial, reduzindo custos e diversificando seus serviços.

A startup britânica TransferWise recebeu a autorização do Banco Central para constituir uma corretora de câmbio no Brasil, a autorização dessa fintech unicórnio levou 2 anos.

Atualemente a TransferWise vale mais de US$1 bilhão e já operava no Brasil como correspondente cambial em parceria com bancos locais, movimentando mais de R$26 bilhões em envios de dinheiro.

O Brasil é um dos 5 mercados prioritários para a startup, as operações por aqui tiveram uma média de crescimento de 57%, indicador maior que a média dos mercados globais em que esta presente.

Essa autorização faz com que não sejam mais necessários os parceiros locais, assim a comunicação das transações cambiais será direto com o Banco Central, diminuindo custos e possibilitando mais serviços.

Um exemplo disso é o envio entre pessoas jurídicas, que hoje não é possível – no formato atual só é possível usar a plataforma para envios entre pessoas físicas.

Iniciamos esse processo no fim do ano passado, permitindo que as pessoas transfiram dinheiro para instituições de ensino. Sem a necessidade de integrar nossos sistemas ao de parceiros, conseguiremos expandir o uso da nossa plataforma para mais fins com maior velocidade.

Diana Ávila, Líder da TransferWise na América Latina

Hoje a média do custo de envio pela TransferWise é 1,5% por transferência, mas a ideia é chegar na média global, que é atualmente de 0,74%.

É muito bom ver mais uma fintech chegando no Brasil com um nicho um pouco diferente, certamente vai trazer maior competitividade para as empresas que atuam com câmbio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.